Personalize sua Coca-Cola!

Um casamento com amor, por favor!

Quando comecei a mergulhar no universo do casamento, adotei alguns blogs como ponto de partida. Uns cheios de fotos e inspiração, outros mais simples e igualmente apaixonados.

Não tenho certeza de como descobri o Casando Sem Grana, mas o mais marcante foi ler um relato onde a Sammia, responsável pelo Casando, desabafava sobre o que é mais importante para uma festa de casamento inesquecível: o amor.

Eu estava em uma fase particularmente angustiante, onde as vontades brigavam com as possibilidades e o desânimo quase tomou conta. Ler as palavras motivadoras da Sammia abriu meus olhos e ajudou a seguir em frente.

Agora vem a melhor parte: contatei o Casando Sem Grana e descobri que além de uma visão linda sobre casamento, a Sammia é dona de uma simpatia cativante. Ela topou contar um pouquinho sobre o blog e as ideias que o norteiam.

“O Casando Sem Grana nasceu em março de 2009, quando eu tinha apenas oito meses de namoro (e havia sido pedida em casamento com apenas dois!). Assim que o Thiago, hoje meu marido, me disse as palavrinhas mágicas ‘quer casar comigo?’, eu pirei na ideia e fui como louca para a internet buscar referências. Um mundo novo e encantador sorriu pra mim.

Nisso nasce o CSG como o meu diário virtual, um lugar para compartilhar dores e delícias dos preparativos do casamento. Em 2009 não existiam blogs que abordassem temas relacionados a casamentos econômicos. Apenas os mais ‘luxuosos’ estavam em pauta. Aos poucos fui inserindo dicas e ideias para as leitoras novas que iam se achegando. Tínhamos um refúgio de ideias para amigas…

Sem dúvidas a maior motivação de tudo isso nasceu não só em mim, mas em todas as noivas que tinham seus sonhos ‘esmagados’ pela indústria dos casamentos. Me motiva desde o primeiro post provar para as pessoas que um casamento feliz não se mede e jamais se medirá pelo dinheiro investido em uma festa. Que é possível realizar um casamento com a grana que se tem e que não há nada impossível onde existe a fartura de amor e de bondade. Os noivos passaram a arregaçar as mangas e contar mais com a ajuda de amigos e parentes para realizar este sonho.

Hoje o mercado de casamentos (tanto de fornecedores como de veículos de informação) está cada vez mais aberto para a economia e para a sustentabilidade. Não sei se posso dizer que influenciamos essa abertura, mas com certeza fizemos parte e isso é um troféu pra nós. É cada vez mais possível encontrar muito mais fornecedores de serviço dispostos a atender casais de todos os bolsos.

Eu diria a todas as noivas que foi-se o tempo dos casamentos engessados. Estamos na era do ‘faça você mesmo’, seja ‘criativo’ e coloque ‘seu estilo’ no casamento. Não é mais a renda que te define, tampouco a moda. Você PODE e DEVE se expressar no dia do seu casamento, seja com cores, seja com um tema, seja usando vestido cor de rosa, noivo de tênis… Seja feliz!

E também nunca permita que rotulem seus desejos. Como eu sempre digo, é o amor que nos leva ao altar e não nosso saldo bancário”.

Eu concordo e assino embaixo.

Quer saber mais sobre o Casando Sem Grana? Você pode conferir o blog aqui.

Comente

tags:

©2012-2019 - Eu te amo Hoje - Todos os direitos reservados.
Todas as imagens de filmes, séries e etc. são de marcas registradas dos seus respectivos donos.