Jantar Cego: Descobrindo a Comida com Outros Sentidos

A comida explora os mais variados sentidos, afinal, quando temos um belo prato na nossa frente, comemos com os olhos, sentimos prazer no aroma, descobrimos texturas para enfim usar o paladar. Agora imagine abdicar de um desses sentidos para explorar ainda mais o prato? Essa é a proposta do Jantar Cego, ideia importada da Argentina que cria a experiência de sentir a comida de outras formas.

Estivemos na última sexta no jantar às cegas realizado no restaurante O Compadre, lugar que adoramos e merece outro post exclusivo, e tivemos uma experiência ótima que queremos compartilhar.

Tudo começa com a compra do ingresso pelo site e recebimento do email, perguntando dados sobre preferências [bebida alcóolica, suco ou se é vegetariano] e restrições alimentares. É também por email que recebemos instruções básicas como a forma que os talheres estarão dispostos e como proceder entre as trocas de pratos.

As instruções são repetidas no dia pelo divertido Luiz, organizador do projeto com o Teatro Cego, e é onde descobrimos que, diferentemente do que todo mundo pensa, não seremos vendados e sim o ambiente será preparado para a escuridão. Escolha acertada já que em outra ocasião vivemos a experiência com os olhos vendados e entendemos o desconforto de estar com vendas em um ambiente claro proporciona.

Descobrimos também que os garçons são cegos e ao entrar no ambiente, estaremos todos na mesma situação.

Vale lembrar: aproveite para lavar as mãos antes de ingressar no ambiente do jantar.

Deixando o ambiente sertanejo d’O Compadre, adentramos no Jantar Cego em fila indiana para sermos dispostos em uma mesa coletiva, com couvert, água e vinho já servidos.

Encontrar um prato sem o sentido básico que é a visão é uma tarefa fascinante. Ao sentar na mesa já senti aromas que me avisaram que ali estavam queijo e vinho. Com os dedos, pude entender o que estava a minha frente, enquanto tentava traduzir as texturas e formatos para algo conhecido. Por fim, na boca encontrar a resposta para a previsão e descobrir sabores novos que os olhos muitas vezes nos omitem. Desconstrução de conceitos.

Mas se a comida é boa, o melhor de tudo é a experiência. Primeiramente, a interação com outras pessoas na mesa surge de forma natural e rápida, sem que seja necessário a quebra da barreira que a imagem cria. Se é impossível não imaginar o outro, é muito interessante perceber o quanto o conceito de como é esse outro muda conforme algumas falas.

O serviço é uma parte muito importante da experiência. Os garçons são prestativos e divertidos, interagindo com os clientes de forma natural.

Entre pratos, ainda há a surpresa da linda voz da cantora Sara Bentes, que tem em seu repertório músicas da MPB e internacionais e faz todo mundo dançar em suas cadeiras. Por sinal, um lugar para dançar em eclipse total seria muito bacana.

Uma ótima dica para uma noite divertida, o Jantar Cego acontece até o final de Novembro no restaurante O Compadre do Shopping Lar Center. Recomendamos muito!

SERVIÇO:

Jantar Cego

Todas as sextas-feiras de Novembro, às 21h
Espaço Blackout do Restaurante O Compadre – Shopping Lar Center
Av. Otto Baumgart, 500 – Vila Guilherme – São Paulo / SP

Ingressos à venda no site http://jantarcego.lets.events

Comente

tags:

©2012-2018 - Eu te amo Hoje - Todos os direitos reservados.
Todas as imagens de filmes, séries e etc. são de marcas registradas dos seus respectivos donos.