Vou casar: dicas para escolher o lugar perfeito

Já relatei aqui minha busca pelo local perfeito para a cerimônia e festa de casamento.

Cheguei a contratar e desistir da minha primeira opção, tudo porque fui visitá-lo sem estar preparada para fazer as perguntas necessárias.

Percebo que às vezes a gente se deixa encantar por fotos e vídeos e de tanto namorá-los, ficamos suscetíveis a visitar buffets envolvidas pelo encantamento, prontinhas para dizer “sim, aceito”.

Vale lembrar que fotógrafos e cinegrafistas sempre usarão a visão artística e profissional para que o resultado final seja deslumbrante. A dica é não se deixar levar por imagens na tela do computador. Aliás, não se deixe levar por imagem alguma.

Em geral os locais são muito bonitos, mas há outras coisas que você precisa considerar antes de fazer sua escolha.

Uma dica dada por fotógrafos com os quais falei e que nunca passou pela minha cabeça, é o quanto o lugar permite que visitantes tenham acesso ao casamento que está rolando.

No papel de visitante e futura noiva, claro que a gente adora fuçar e conferir tudo de pertinho. Quanto mais nos permitirem fazer isso, melhor. Mas coloque-se no lugar do casal que está casando naquele dia. Com certeza você não vai querer estranhos circulando pelo salão ou aparecendo nas suas fotos, certo?

Em um dos locais que visitei um funcionário disse, ingenuamente, que futuros clientes tinham prioridade. Não! A noiva que está prestes a entrar é que merece essa atenção.

Claro que eles precisam abrir para visitação e vão querer mostrar o local arrumadinho para a cerimônia e festa, mas há maneiras delicadas e menos invasivas de fazê-lo.

Meu escolhido, o Ravena Garden, encontrou uma alternativa inteligente: o escritório onde recebem futuros clientes fica na lateral da área da cerimônia e tem uma espécie de varanda, com um cercadinho que limita o acesso das pessoas. Os visitantes conseguem espiar o casamento sem que sua presença seja notada por convidados ou se transforme em um problema para os fotógrafos.

Você pode pensar “ai, que bobagem!”, mas vai por mim, não é!

Em um buffet que visitei havia futuros noivos de bermuda conferindo uma cerimônia praticamente ao lado do altar. Além de faltar bom senso para os entrões, faltou organização e consideração por parte do buffet, que permitiu a situação.


E se você pensa que isso é exclusividade de lugares simples, está enganada! Fiquei completamente apaixonada pelo Espaço Natureza, na Serra da Cantareira. Além de muito verde, lago com carpas e ótima comida, o local tem um clima aconchegante e especial. O lado ruim? No dia em que fomos até lá encontramos pelo menos 20 casais, e no momento em que a marcha nupcial tocou todos se aglomeraram na porta do escritório, que fica exatamente ao fundo do local da cerimônia. Não posso afirmar que as fotos oficiais daquele casamento foram comprometidas, mas com certeza os fotógrafos sofreram um bocado para que a cena da entrada da noiva não tivesse dezenas de cabeças atrás.

No Callegari uma das responsáveis me disse que, para evitar esse tipo de situação, basta que a noiva diga que não quer visitantes. Na minha opinião isso é óbvio e não precisaria partir da noiva, que muitas vezes só se dará conta diante da situação.

Há outros pontos que merecem atenção: decoração, móveis, comida. Eles ficarão para outro post, ok?

E você, tem alguma dica da qual ninguém falou? escolher o lugar perfeito

Comente

tags:

©2012-2019 - Eu te amo Hoje - Todos os direitos reservados.
Todas as imagens de filmes, séries e etc. são de marcas registradas dos seus respectivos donos.