Personalize sua Coca-Cola!

É tudo o mesmo amor

“Quando eu estava na terceira série, eu achava que eu era gay porque eu sabia desenhar, porque meu tio também era, e porque eu mantinha meu quarto arrumado. Eu contei a minha mãe, com lágrimas rolando por meu rosto, e ela disse “Ben, você gosta meninas desde antes do jardim de infância” (…) A ideia preconcebida do que tudo aquilo significava que aqueles que gostavam de pessoas do mesmo sexo tinham as mesmas características. Os conservadores de direita acham que é uma decisão, e que você pode ser curado com algum tratamento e religião feita pelo homem, refazendo uma pré-disposição (…) E se esquece que Deus ama todos os seus filhos, mas nós parafraseamos um livro escrito 3.500 anos atrás (…)

Tornamo-nos tão entorpecidos para o que estamos dizendo, uma cultura fundada a partir de opressão. Ainda não temos aceitação para com eles, chamamos uns aos outros de bicha por trás das teclas de um fórum (…) Gay é sinônimo de inferioridade; é o mesmo ódio que causou guerras por culpa de religião, de sexo, de cor da pele, a quantidade de seu pigmento, a mesma luta que levou as pessoas a guerrear e manifestar (…) Quando todo mundo fica mais confortável continuando calados em vez de lutando pelos seres humanos que tiveram seus direitos roubados, eu posso não ser o mesmo, mas isso não é importante, nenhuma liberdade até que sejamos iguais (…)

Crianças andam pelos corredores atormentadas pela dor em seus corações, um mundo tão odioso em que alguns preferem morrer a serem quem eles são. E um certificado de papel não vai resolver tudo, mas é bom lugar pra começar. Nenhuma lei vai nos mudar, nós temos que nos mudar, e seja qual for o deus em que você acredita, nós viemos do mesmo lugar. Deixe o medo de lado; por baixo de tudo, é tudo o mesmo amor. Já é tempo de erguermos a voz (…)”

O texto acima é formado por excertos da canção “Same Love”, de Macklemore e Ryan Lewis. A dupla de rappers conquistou quatro prêmios na 56ª edição do Grammy, que aconteceu neste último domingo, dia 26, e foram a grande revelação do hip-hop em 2013. Mas o grande feito deles até então aconteceu durante a premiação.

Durante a apresentação ao vivo de Macklemore e Ryan Lewis (que contou com participações especiais de Mary Lambert e de ninguém menos que Madonna) para a música “Same Love”, traduzida em partes acima, 33 casais oficializaram a sua união e trocaram alianças. Heterossexuais, homossexuais, não importa: o amor foi celebrado ao redor do mundo.

Queen Latifah (que também foi a Minister, isso é, que oficializou as cerimônias), ao anunciá-los, disse que “essa não é uma canção de amor para alguns de nós; é para nós todos. Hoje é a noite em que nós celebramos o compromisso do amor de belos casais”.

Se você não acompanhou o Grammy neste ano, coloque um sorriso no rosto, atire os preconceitos (musicais e sexuais) pela janela e assista à belíssima apresentação de Macklemore e Ryan Lewis.

Comente

tags:

©2012-2020 - Eu te amo Hoje - Todos os direitos reservados.
Todas as imagens de filmes, séries e etc. são de marcas registradas dos seus respectivos donos.